Páginas

domingo, 11 de novembro de 2012

Dez dicas para garantir a higiene oral

Especialista ensina os principais passos para manter a boa saúde oral que, ainda por cima, pode auxiliar na prevenção de outras doenças.


Não há quem duvide que um belo sorriso é o melhor cartão de visitas para se apresentar, é um gesto que abre portas, cativa amizades, revela sentimentos e aumenta a autoestima. Um sorriso saudável, inclusive, garante mais do que boas relações interpessoais, pode ser decisivo para evitar problemas cardiovasculares, gastrointestinais, diabetes, cárie, doenças gengivais, halitose e até mesmo câncer oral. Por isso, garantir a higiene oral é um ato de respeito à própria vida.

"A cárie, por exemplo, que é um dos problemas mais conhecidos, afeta 88% da população mundial. Mas, há outras patologias que devem ser evitadas. Não adianta ter dentes bonitos se a gengiva estiver comprometida com a coloração alterada, ou a língua com acúmulo de saburra", alerta o Cirurgião-Dentista e Professor, Mestre e Doutor em Odontologia da Uniban Anhanguera, Dr. Hugo Lewgoy.

A comunidade científica e a indústria de produtos odontológicos têm se empenhado bastante para desenvolver novas pesquisas e produtos a fim de ajudar a preservar o sorriso saudável. Contudo, Dr. Lewgoy, acostumado a participar de eventos e congresso do setor em todos os países, alerta que as pessoas precisam tomar cuidado acerca do melhor caminho para alcançar a higiene bucal perfeita. "Atualmente, existem muitos mitos e poucas verdades sobre essa importante tarefa diária. Posso garantir que, o que existe de mais moderno em matéria de higiene oral, é a chamada filosofia iTOP de profilaxia", atesta o especialista.

Idealizada pelo professor Jiri Sedelmayer (Universidade de Hamburgo, Alemanha), o iTOP, que pode ser traduzido como "Higiene Oral Ensinada Individualmente", é uma técnica que permite prevenir as doenças orais de uma forma muito simples, quer dizer, na desorganização da placa bacteriana, placa dental ou biofilme oral através de um tripé que prioriza a eficiência, atraumaticidade e aceitabilidade.

Veja a seguir, as dez dicas da técnica iTOP para obtenção de uma higiene oral perfeita:

Escolha uma escova dental de boa qualidade. Elas devem ser do tipo ultramacias e com uma grande quantidade de cerdas, preferencialmente acima de cinco mil, como a Curaprox 5460, por exemplo, indicada pelos dentistas por ser considerada um dos modelos mais modernos e eficazes. Recomenda-se sempre trocar de escova a cada dois ou no máximo três meses.

Antes de se iniciar a higiene oral, as mãos e unhas devem ser muito bem lavadas e esfregadas com água e sabão. Um bochecho com água para eliminar resíduos de alimentos deve ser realizado, pois diminui a chance da comida ficar presa entre as cerdas e sofrer uma decomposição posterior.

Utilizar pouca pasta ou creme dental. O importante é a escova e não o creme dental. A pasta não deve ser abrasiva e sempre ser utilizada em uma pequena quantidade (semelhante a um grão de ervilha).

O fio dental é um poderoso aliado para prevenção das doenças orais, porém, devido à região localizada entre os dentes ser côncava (como um prato de sopa), o fio dental não é 100% eficiente.

Para a escovação da região localizada entre os dentes (região proximal) é fundamental a utilização de uma escova interdental do tipo Prime. Apenas as escovas interdentais conseguem remover ou desorganizar a placa bacteriana desta área de forma completa.

A técnica correta de utilização da escova interdental é no espaço entre dois dentes, com a inserção da ponta da escova de forma inclinada em direção à gengiva, junto ao chamado colo do dente. Deve-se localizar e inserir a ponta da escova na entrada do espaço entre dois dentes. Nos dentes superiores inclina-se a escova um pouco para cima e nos dentes inferiores inclina-se a escova um pouco para baixo. Este acesso deve ser realizado de forma delicada com uma pressão suave e sem forçar a escova.

Para complementar a escovação durante o dia, principalmente quando não se tem acesso a uma pia, pode-se utilizar uma escova Unitufo Solo. Esta escova permite a desorganização do biofilme oral das principais áreas de acúmulo do biofilme oral que são justamente as margens gengivais. Deve-se passar a língua sobre os dentes e sentir rugosidades na superfície dos dentes. É só pegar a escova unitufo e dar uma escovada no local sem a necessidade de enxaguar a boca ou de utilizar creme dental.

8°A limpeza da língua também deve fazer parte de uma higiene bucal, principalmente para prevenir a halitose, que atinge cerca de 70% da população e pode ter causas multifatoriais, porém, na maioria das vezes (mais de 90%) está relacionada com fatores localizados na boca, principalmente pela presença de um tipo de placa bacteriana formada sobre a língua chamada de saburra lingual. A solução é realizar diariamente a higienização da língua e a remoção da saburra lingual com higienizadores linguais plásticos do tipo CTC que removem a saburra lingual sem machucar a língua e sem provocar ânsia e náuseas, de uma forma muito mais eficiente do que as escovas normais.

O uso de antissépticos promove o chamado controle químico do biofilme oral, porém, ele só deve ser utilizado em casos específicos e sempre sob orientação profissional. Estes produtos, também podem ser recomendados, em casos de pacientes com dificuldades operacionais temporárias, dificuldades motoras, pacientes especiais, enfim, sempre que o controle mecânico estiver prejudicado. Porém, quando a desorganização da placa é realizada de forma eficiente, os antisépticos são totalmente dispensáveis.

10°Após a realização da higiene oral a escova não pode ser armazenada sem nenhum tipo de cuidado. A limpeza, higienização ou desinfecção das escovas dentais também é muito importante e contribui para uma higiene bucal perfeita. A limpeza das escovas deve ser iniciada pela lavagem com água corrente e remoção do excesso de pequena batida da escova sobre a palma da mão. Deve-se aplicar um desinfetante através do gotejamento uma pequena quantidade de antisséptico oral, preferencialmente à base de clorexidina 0,12%, normalmente utilizado para bochechos. Coloca-se o protetor de cabeça que deve ter a parte interna também embebida pela solução antisséptica. Em seguida, a escova pode ser guardada.

CURAPROX: Os produtos CURAPROX refletem décadas de pesquisas, um conhecimento profundo sobre higiene oral e o trabalho em cooperação com as principais lideranças profissionais da Odontologia mundial. Estes produtos traduzem-se em benefícios abrangentes com alta qualidade e sofisticação para garantir a prevenção das doenças orais de forma totalmente eficiente e sem machucar as gengivas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá Meninas:

Não deixe de comentar, se quiser deixe o link do seu blog para que eu possa conhecer.
Sua opinião é muito importante para mim.

Bjkas
VAN

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...