segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Dê adeus aos objetos inúteis

Sinceramente não consigo entender porque guardamos tantas coisas que nunca serão usadas. E o pior é que a gente não se disfaz com a desculpa de que algum dia poderá precisar. Mas na realidade usamos menos de 10% de tudo que guardamos. Eu tenho esse problema e acredito que seja bem comum entre as pessoas. Muitas vezes faço uma faxina e guardo algumas coisas que já não uso há muito tempo para jogar fora na próxima faxina se ainda não tiver usado, e realmente chega a próxima faxina e lá está tudo guardadinho. Dói no coração mas tento me desfazer do máximo de coisas.

E olhando alguns sites na internet me deparei com esta matéria que é bem interessante e relacionada ao assunto.

Adeus, objetos inúteis



A bagunça esconde a clareza das coisas. Veja como se livrar do que não lhe serve e abrir espaços na casa (e na sua mente!) para coisas novas e gratificantes.

Nunca é tarde para uma faxina. O livro "Jogue 50 Coisas Fora", de Gail Blanke, publicado pela Editora Nova Fonteira, traz dicas para dispensar o lixo material, a desordem profissional e até a "bagunça mental":

QUARTO - Não hesite em se desfazer de meias sem par, esperando um dia reaparecerem. Aquelas blusinhas que sua cunhada insiste em te dar também entram na lista. Camisetas de empresas, não use nem para caminhadas, principalmente se a empresa te demitiu. Jogando-a fora, as lembranças desagradáveis vão juntas. Terninhos em bom estado que não usa há anos? Fora. Lembre-se: coisas que te deixam farta podem agradar outras pessoas. Passe pra frente! Promova um bazar de trocas de roupas, que tal?

SALA - Livro: se realmente gostar, guarde-o. Se nem pegou para ler, mas "acha" que um dia irá, doe. CD: a tecnologia nos proporciona a música que queremos, então se desfaça de discos encostados. Venda-os. Não dá para continuar abrindo gavetas e vendo as mesmas coisas velhas e inúteis. Aquela tonelada de fotos nas gavetas, jogue fora as ruins. Nada de guardar as que só aparecem a nuca ou o pé de alguém. As outras, escaneie e faça um CD. Mude os móveis de lugar e o que não encaixar, não significa nada pra você, nem tem um objetivo, elimine.

COZINHA - Os livros de receitas são ótimos, mas tendem a se acumular. A maioria das receitas está na internet, se quiser guardar, coloque numa pasta somente as de seu interesse. Jogue fora tudo o que for gasto, não guarde potes e panelas que não fazem a comida parecer bonita. E aquela gaveta onde "cabe tudo que não cabe em outro lugar", reveja, sempre vai ter recibos de supermercado, moedas, folhetos velhos de pizzaria, pilhas gastas, chaves que não abrem portas há dez anos.

ESCRITÓRIO - Tenha em mente que a bagunça esconde a clareza das coisas. Só guarde correspondências bancárias se importantes para assuntos de impostos, e por cinco anos. O mesmo para restituições de IR. Contas fixas e contracheques guarde por um ano. Recarregue cartuchos de tintas ao invés de comprar novos. Repense ao guardar livros de "gurus dos negócios" que você nunca leu. Podem ser fonte de frustração se lembrarem que nunca terá tempo para aquela pilha de publicações.

REGRAS BÁSICAS - Entre as dicas de desapego para qualquer ocasião, estão: "Se a coisa (objeto, crença ou convicção) é um peso para você, jogue fora. Se a coisa fica ocupando espaço e não acrescenta nada, jogue fora. Se tiver que pensar demais nos prós e contras de se livrar de alguma coisa, jogue fora. Nada de tirar de um lugar e colocar em outro, como no sótão, na garagem ou no fundo do armário".

Não se apegue a objetos inúteis. Limpe sua casa e deixa a energia circular!

Gostaram das dicas?

Um comentário:

  1. domingo ainda fiz faxinão no jornal e foi um monte de cacareco fora
    bjs

    ResponderExcluir

Olá Meninas:

Não deixe de comentar, se quiser deixe o link do seu blog para que eu possa conhecer.
Sua opinião é muito importante para mim.

Bjkas
VAN

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...